Fotografia
Uma imagem imortalizada na massa cefálica do universo cibernético  Antes guardada em papel preto e branco que ao passarem os anos se amarelava, ao mesmo tempo se modificava. Nossa memória transformada em memória fotográfica. Evoluída incorporou as cores, casamentos, aniversários e tardes de domingo.
Tudo está congelado, o nascimento de uma criança,  provas de um crime, tudo faz parte da vida, tudo pode ser registrado.
Fotos são reprodutíveis, copiadas e renovadas, se tornam digitais. Compartilhadas, mais acessíveis, ultrapassam a privacidade de um lar, vão parar nas casas de todo o mundo. Fotos a todo o momento, são tantos flashes quanto uma famosa atriz de Hollywood receberia no tapete vermelho. A obsessão em não perder nenhum momento da vida, se resulta no esquecimento do prazer de viver. Fotografar acaba se tornando prioridade.  Parece que não mais se vê com os olhos, se vê com a lente. 
Por: Lucas C.

Fotografia

Uma imagem imortalizada na massa cefálica do universo cibernético 
Antes guardada em papel preto e branco que ao passarem os anos se amarelava, ao mesmo tempo se modificava.
Nossa memória transformada em memória fotográfica.
Evoluída incorporou as cores, casamentos, aniversários e tardes de domingo.

Tudo está congelado, o nascimento de uma criança,  provas de um crime, tudo faz parte da vida, tudo pode ser registrado.

Fotos são reprodutíveis, copiadas e renovadas, se tornam digitais.
Compartilhadas, mais acessíveis, ultrapassam a privacidade de um lar, vão parar nas casas de todo o mundo.

Fotos a todo o momento, são tantos flashes quanto uma famosa atriz de Hollywood receberia no tapete vermelho.
A obsessão em não perder nenhum momento da vida, se resulta no esquecimento do prazer de viver.
Fotografar acaba se tornando prioridade. 
Parece que não mais se vê com os olhos, se vê com a lente. 

Por: Lucas C.